Como a alimentação pode ajudar a melhorar a produtividade?

O ano começa com as aulas, as reuniões de trabalho e muito cansaço. E com a correria deixamos de lado o fator mais importante para ajudar a encarar a rotina: a comida. A alimentação afeta a produtividade de forma direta. Não comer bem pode diminuir sua energia e criar um ciclo vicioso de dias exaustivos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma alimentação adequada tende a elevar os níveis de produtividade em 20%. Por isso, é necessário ficar atento ao que consumimos em cada uma das refeições. Começar o dia de estômago vazio pode ser uma emboscada. Trabalhar assim, mais ainda. Uma refeição completa logo pela manhã faz bem para a concentração.

Refeições volumosas e gordurosas também são um problema, pois nosso organismo tende a precisar de mais energia para digerir os alimentos, o que geralmente causa cansaço e fadiga. Por isso, é importante que as refeições sejam equilibradas e contenham o necessário para uma boa digestão. Quando não consumimos excessos, nosso corpo trabalha mais rápido e conseguimos nos concentrar melhor.

Quais alimentos auxiliam na produtividade e na concentração?

O segredo é uma dieta equilibrada, rica em nutrientes e pobre em gorduras. Mas alguns alimentos colaboram para melhorar a produtividade e dar energia. Inserir alguns ingredientes nas refeições pode ser o elemento que falta para você se sentir mais disposto na sua rotina.

Mirtilo

O mirtilo é rico em antioxidantes e tem propriedades anti-inflamatórias, por isso colabora com a boa memorização. Rico em vitaminas do complexo B, ele também atua na metabolização de proteínas, carboidratos e gorduras.

Grão de bico

O grão de bico é uma fonte abundante de vitaminas do complexo B e uma ótima fonte de proteínas e sais minerais, responsáveis por distribuir energia. Além disso, é rico em triptofano, um aminoácido responsável por produzir bem-estar e prazer. Por isso, é conhecido como o grão da felicidade.

Beterraba

A beterraba é uma das principais fontes de ácido fólico dentro da classe dos tubérculos. O consumo de ácido fólico é importante para evitar a fadiga mental e o esquecimento.

Nozes

As nozes são fontes fundamentais de proteínas e gorduras naturais. Elas também contam com vitamina E, antioxidantes, aminoácidos e ácidos graxos. Em conjunto, essas propriedades ajudam na prevenção da degeneração cognitiva.

É claro que atentar-se à alimentação não é o único fator que colabora com a nossa produtividade. O cuidado com a saúde, de modo geral, diz muito sobre o quanto produzimos. Cuidar do nosso corpo com uma rotina de exercícios físicos adequados e noites de sono tranquilas podem, junto à comida, melhorar nosso trabalho e estudos.

Voltar